Notícias


Conselho de Administração na Empresa Familiar

A formação do Conselho de Administração (CA) ou um Conselho Consultivo, principalmente nas empresas familiares, tem sua importância por criar a oportunidade de ter um fórum para analise, debates e definições nos rumos da empresa e do desempenho da área executiva. Normalmente as empresas não definem um tempo para esta finalidade, ficando assim as análises e suas decisões só em momentos de crise, quando deveriam acontecer de forma sistemática e preventivamente.
Normalmente o CA é formado por conselheiros escolhidos pelos sócios, que poderão ser os próprios sócios ou pessoas definidas por eles para representa-los neste órgão, poderá participar também como conselheiro, o diretor executivo ou o CEO, bem como conselheiros externos ou independentes, assim formando um grupo de profissionais qualificados, dando a empresa um suporte com suas experiências, seus conhecimentos em diversas áreas, etc... assim garantindo que as decisões tenham as melhores orientações e decisões. A quantidade de conselheiros recomendada é de 5 a 7 membros, sendo que deverão ser escolhido dentro os conselheiros, um presidente do conselho e outro para secretário, todos com mandatos de um a dois anos, a ser definido pelo grupo, sendo que todos deverão ter seus nomes aprovado pelo grupo com no mínimo 51%, sendo recomendado para empresas não S.A que definam como percentual mínimo de 75% dos votos, sendo que cada ação ou quota seja igual a um voto, conforme a participação no capital social da empresa.
Deverão ser definidos também o estatuto, o código de ética, as regras de funcionamento, a frequência e tempo de duração das reuniões, a pauta fixa das reuniões que posteriormente serão acrescidas de outros assuntos considerados importantes.
Outro tema que exige atenção, é a profissionalização da família no mesmo nível da empresa. Um dos problemas que muitas empresas familiares podem enfrentar, está relacionado com o fato de transportarem a informalidade do relacionamento familiar para a formalidade da organização, com o passar do tempo, e com o crescimento do sistema família-empresa-propriedade, torna-se necessária uma conduta mais profissionalizada e tendo um melhor entendimento da importância do Conselho de Administração.

Gilson Laercio Monteiro
Diretor da Paar Consultoria
Membro do IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa.                                                                                                                                                   gilson@paar.com.br
           

   Voltar